Vítor Alberto Klein's Blog

26/06/2012

É Afectado ou Infectado?

Filed under: Desenv. Humano — vitoralbertoklein @ 17:28

Por Paulo Martins – 26/06/2012

Fonte:  http://www.saltoquantico.com/?p=1001

Mal nos levantamos todos os dias pela manhã (para quem se levanta depois do meio dia também se aplica) e ligamos o rádio, a televisão, ou nos entretemos com as primeiras páginas dos jornais, o que nos apetece muitas vezes é voltar para a cama, porque ficamos com a sensação de que o mundo está mesmo para acabar, e que afinal a profecia Maia para 2012 até começa a fazer algum sentido.

Desde a sociedade à política, da economia ao desporto, da cultura ao lazer, do país ao mundo, as notícias além de negativas são pessimistas e não contêm qualquer mensagem de esperança, exceptuando algumas (muito poucas) ou então um ou outro website em que o foco são apenas e só as “Boas notícias”. Haja alguém! Desde já agradeço e recomendo essas iniciativas.

Mas não fica por aqui. Logo que saímos de casa começamos a percorrer verdadeiros campeonatos de pessimismo, nervosismo, stresse, falta de esperança, etc., e alguns destes campeonatos disputam-se em verdadeiros estádios para o efeito. Ora vejamos alguns destes locais:

O café (claro que há excepções, felizmente).
Um dos melhores sítios para visitar, frequentar e estar, quando queremos sentir que o nosso “problema” afinal não é assim tão mau como pensávamos. Nos cafés assiste-se a verdadeiros campeonatos para determinar quem tem o maior problema, ou de saúde, ou financeiro, ou familiar, ou profissional… enfim… aqui disputa-se algo de tão caricato como isto: “Tu estás mal, mas eu consigo ainda estar pior, e vais ver como sou bom nisso”. A outra vertente é quem consegue fazer mais críticas a tudo o que está a acontecer no momento em termos de “notícia”.

O trânsito é outro local (chamar local ao trânsito é um pouco vago, mas ao mesmo tempo abrangente).
Aqui assistimos a um verdadeiro campeonato, onde se procura distinguir quem barafusta mais, ou então quem é o maior “chico esperto”. Engraçado, porque é cada uma destas disputas que leva a que a outra exista!

Poderia estar aqui a evidenciar mais um campeonato ou outro… mas vou passar para algo mais próximo de nós – os nossos colegas, os nossos amigos e a nossa familia.

Quantas vezes deram por vocês a ter uma ideia, a querer dar um passo rumo a um objectivo, no fundo a querer dar um pontapé na rotina e na pasmaceira em que muitas vezes nos deixamos cair, e a primeira coisa que ouviram foi:

“Eh pá… esquece isso… deixa-te disso…”?

Quando pensamos que algumas destas pessoas nos vão apoiar incondicionalmente, temos este tipo de resposta, e normalmente ficamos queitos, não fazemos nada, porque em todas essas vezes acreditamos que, de facto, se calhar é uma ideia tola!

A maior parte das vezes, as pessoas que nos rodeiam têm este tipo de comentário, porque acreditam que estão a fazer o melhor por nós, porque na maioria das vezes são até aqueles que mais nos amam.

Posso dizer-vos que uma das pessoas que mais me ama no mundo, a minha mãe, me dá os melhores conselhos, que para ela são os melhores que consegue dar, mas que, na realidade, não são os que preciso de ouvir. E o que é certo, e tenho a certeza disso, é que o faz com todo o amor e boa intenção que tem.

Se tivesse dado ouvidos no passado a estes conselhos, provavelmente não me teria alinhado com o meu propósito de vida, não estaria a fazer algo que me dá prazer e que para mim tem um enorme significado.

Eu acredito muito que aquilo em que nos focamos é o que determina a nossa realidade!

Então vamos focar-nos nas coisas BOAS! No lado positivo! No lado que nos pode potenciar para o próximo nível!

Não se deixe “infectar”.

Escolha aquele café em que o recebem com um sorriso! Onde são simpáticos! Onde até o elogiam, se for preciso!

No trânsito, em vez de se preocupar com os outros, relaxe e prepare o seu dia dentro da sua cabeça, projecte o que gostava que acontecesse! No regresso, medite acerca do que aconteceu, do que correu bem e do que pode melhorar no dia seguinte!

Procure estar rodeado daquelas pessoas que acreditam mais em si do que muitas vezes você próprio. Aquelas  pessoas que o “Afectam”. Aquelas pessoas que quando você quer fazer algo de diferente com a sua vida, porque são esses os seus sonhos, lhe dizem:

“Vai em frente! Eu acredito que vais conseguir. Eu acredito em ti! Segue os teus sonhos!”.
E que muitas vezes até o ajudam a definir os seus objectivos!!!

Ouça e veja notícias que alimentem a sua boa disposição. Que o encham de optimismo! Que lhe alimentem os sonhos! Que lhe tragam aquela lufada de ar fresco que tanto procura! Deixe-se “Afectar” pela “BOAS” notícias.

Veja filmes e ouça músicas que o alimentem com boa energia! Com positivismo! Com coragem! Com alegria! Com sorrisos! Com risos! Com gargalhadas! Deixe-se “Afectar”! Procure “Afectar-se”.

O nosso inconsciente é como uma esponja…  ele capta e absorve tudo. Então, já que assim é, deixe-o absorver as coisas boas e positivas da vida! Alimente-o bem!

E já agora… você? Afecta ou infecta os outros?

Por Vítor Alberto Klein

O autor deste artigo é português, razão da gramática ser um pouco diferente da nossa.

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: