Vítor Alberto Klein's Blog

05/07/2011

O que interessa às pessoas ?

Filed under: Desenv. Humano — vitoralbertoklein @ 11:54

Por Ubirajara Neiva

Fonte:  http://educacaonaempresa.blogspot.com

Um dos grandes desafios em educação nas empresas é envolver as pessoas e despertar nelas o interesse em participar de ações de treinamento e desenvolvimento de forma colaborativa e construtiva. E refletindo sobre isso, temos que considerar que o conhecimento, como já dito aqui no blog, precisa ser compartilhado, vivido, repassado, o que obrigatoriamente requer atuação conjunta, de vários atores.

Sempre me interessei pelo conceito da correponsabilidade do indivíduo no processo de aprendizagem e busco também inseri-lo e explicitá-lo nos projetos em que atuo. E falar de corresponsabilidade é falar de interesse.

Os interesses das empresas em treinar e capacitar as pessoas variam de acordo com o tempo. Hoje já temos aquelas que pensam no conhecimento como diferencial competitivo e investem para que seus colaboradores se tornem atores fundamentais para perpetuar esse diferencial. É claro que temos também aquelas que pensam nas obrigações e metas estabelecidas em seus planos anuais, com X horas de treinamento a cumprir e X temas a aplicar.

O que me interessa hoje é falar um pouco do outro lado, desses outros partícipes do processo, até então tidos como “treinandos”, “aprendedores”, aqueles que são convocados para participar de alguma ação de educação nas empresas.

Elaborando um programa de excelência em atendimento há alguns anos, sentíamos grande dificuldade em obter respostas nos primeiros encontros com os grupos em que foram divididos os colaboradores da empresa. Estudando um pouco o público e os objetivos daquele programa, fomos descobrindo que a alavanca ideal ali seria mesmo a corresponsabilização dos atores, atrelando as ações com questões relevantes de seu interesse. Todos passaram a ser e se sentir mais responsáveis por cada ação e resultado.

Uma canção de Lenine que ouvi recentemente, intitulada “É o que me interessa”, fala muito bem sobre essa incógnita que é o interesse. Link http://www.youtube.com/watch?v=l9q8eVg2WtQ&feature=player_embedded

Porque uma pessoa escolhe participar de uma maratona na Antártica, nas condições climáticas mais severas, mas não se interessa por participar de uma atividade coletiva na empresa para discutir as melhores práticas de relacionamento interpessoal, por exemplo? É uma pergunta que pode ter muitos argumentos como resposta, mas vejo uma resposta na própria pergunta. A escolha.

Essa é a chave para a questão do interesse. Quando bato na tecla da corresponsabilização, me refiro exatamente a isso. Se o indivíduo escolhe estar na empresa, é preciso que ele seja também responsável pelo seu processo de amadurecimento, que contribua com a educação naquele ambiente oferecendo seu conhecimento e proporcionando cada vez mais a colaboração.

A empresa pode e deve fazer muito pelo colaborador, criando oportunidades de troca, incentivando o desenvolvimento de cada um, fomentando o surgimento de novos ambientes de conhecimento, mas cabe fundamentalmente ao indivíduo legitimar isso, assumindo sua parcela e auxiliando também na criação de outras oportunidades.

Lidando com os diferentes interesses nas empresas

Na prática, é uma seara vasta e complexa para se explorar sem munição. E a tarefa é árdua e necessária, assim como faz o bom vendedor, que, em sua argumentação, vai desconstruindo os nós do desconhecido e despertando o interesse do seu cliente pelas benesses do seu serviço ou produto. Para quem trabalha com educação nas empresas, um bom ponto de partida é exercitar a boa escuta e aprender a filtrar e incorporar os diferentes pontos de vista dentro da sua estratégia de disseminação e compartilhamento de informações e conhecimentos.

Falei um dia aqui em um texto como Recrutamento & Seleção podia auxiliar em Treinamento & Desenvolvimento e aqui se encaixa mais um importante ponto de parceria entre os dois subsistemas. A identificação dos interesses começa exatamente aí. O que leva as pessoas a buscarem uma colocação na sua empresa? É interessante que o entrevistador tente identificar como o candidato vê a empresa e quais são os reais interesses que o levam a querer fazer parte dela. E isso precisa ser registrado para nortear a carreira desse colaborador.

E essa investigação de interesses deve ser constante, já que as pessoas se motivam por fatores diferentes e isso também pode variar de acordo com o momento da vida. O importante é definir métodos aplicáveis e executáveis dentro da realidade como pesquisas qualitativas por meio de entrevistas individuais e registros documentais ou aplicação de enquetes virtuais/avaliações de reação, por exemplo.

A prática da corresponsabilização do colaborador deve estar presente em todas as ações educativas. Do código de conduta, passando pelos procedimentos internos e treinamentos, à política de meio ambiente e qualidade, essa premissa precisa ser reforçada sempre. Não há sucesso em educação na empresa se não houver compromisso, interesse e engajamento dos colaboradores!

E você? Que experiência tem interesse em compartilhar? Deixe aqui seu comentário e torne essa rede cada vez mais interessante!
Um abraço e até o próximo post!

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: