Vítor Alberto Klein's Blog

13/02/2011

O que são derivativos ?

Filed under: Variedades — vitoralbertoklein @ 12:08

 

Fonte:  http://www.portaldoinvestidor.gov.br/Investidor/Ondeinvestir/MercadosFuturoseDerivativos/tabid/173/Default.aspx

Derivativos são ativos (*) financeiros que derivam, integral ou parcialmente, do valor de outro ativo financeiro ou mercadoria. Podem também ser entendidos como operações financeiras que tenham como base de negociação o preço ou cotação de um ativo (chamado de ativo-objeto) negociados nos mercados futuros, a termo, de opções de compra e venda, de swaps e demais operações financeiras mais complexas.

(*) Ativos – Bens e direitos possuídos por uma empresa ou fundo de investimento. Para fundos de investimento, representa todos os títulos (títulos públicos, títulos privados, ações, commodities, cotas de fundo de investimento, etc.) que compõe a carteira do fundo ativos Bens e direitos possuídos por uma empresa ou fundo de investimento. Para fundos de investimento, representa todos os títulos (títulos públicos, títulos privados, ações, commodities, cotas de fundo de investimento, etc.) que compõe a carteira do fundo.

 

Mercado Futuro

Aquele em que as partes assumem compromisso de compra e/ou venda de determinada quantidade e qualidade padronizadas de um ativo financeiro ou real, representada por contratos padronizados para liquidação (física e/ou financeira) em data futura. Nesse mercado existe o ajuste diário ajuste diário É a equalização de todos os contratos em aberto no mercado futuro, mercado futuro Aquele em que as partes assumem compromisso de compra e/ou venda de determinada quantidade de um ativo financeiro ou real, para liquidação (física e/ou financeira) em data futura. As operações do mercado futuro são realizadas em pregão, através da compra e venda de contratos autorizados pela Bolsa, a qual estabelece a padronização dos mesmos. com base no preço de compensação do dia. O ajuste diário traduz os movimentos dos mercados em lucros e prejuízos efetivos para os participantes.do valor dos contratos. Esse é o mecanismo que possibilita a liquidação financeira diária de lucros e prejuízos das posições, viabilizando a troca de posições.

 

Mercado a Termo

Aquele em que as partes assumem compromisso de compra e/ou venda de contratos padronizados para liquidação física e financeira em data futura, ficando as partes, compradora e vendedora, vinculadas uma à outra até a liquidação do contrato.

 

Mercado de Opções

Aquele em que uma parte adquire o direito de comprar (opção de compra) ou vender (opção de venda) o objeto de negociação, até ou em determinada data, por preço previamente estipulado. A outra parte, em contrapartida, assume o dever de vender (opção de compra) ou comprar (opção de venda) tal objeto de negociação, que são contratos padronizados representativos de um ativo financeiro ou de uma mercadoria no mercado disponível ou no mercado futuro.

Mercado de Swaps

Aquele em que as partes trocam um índice de rentabilidade por outro, com o intuito de fazer hedge, hedge Estratégia de proteção financeira, realizada nos mercados derivativos, para eliminar o risco a que o agente econômico está exposto no mercado à vista. Consiste em assumir no mercado derivativo posição oposta à detida no mercado à vista. Pode ser entendido como um seguro contra o risco de preço do mercado.casar posições ativas (recebimento) com posições passivas (dívida), eqüalizar preços, efetuar arbitragem arbitragem Operação financeira em que se busca obter resultado positivo através do posicionamento em dois ativos ou dois mercados que apresentem variações na diferença entre seus preços, sem que haja necessidade de investimento de recursos próprios e sem que se corram riscos elevados.ou até alavancar sua exposição exposição Parcela de uma carteira cujo valor financeiro está sujeito às oscilações de um determinado ativo, índice ou mercado. ao risco.

 

O que é Hedge ?

A tradução literal de Hedge é proteção. Os investidores e ou administradores de carteiras buscam nas operações de hedge proteger seus investimentos contra oscilações bruscas de preços. Utilizam para tanto operações nos mercados futuros, termo, opções, swaps etc para reduzir o risco.

Entretanto, quando usados como forma de obter ganhos altos e rápidos, isto é, quando usados como especulação, podem aumentar o risco de perda total ou parcial do investimento.

Procure saber com o administrador de seu fundo de investimento qual é a política de atuação nos mercados futuros.

Onde são negociados os derivativos ?

A Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) é o local onde são negociados os chamados derivativos derivativos Denominação genérica para operações que têm por referência um ativo qualquer, chamado de “ativo base” ou “ativo subjacente” (que em geral é negociado no mercado à vista). Derivativos usualmente têm uma data de vencimento. Exemplos de derivativos são opções de compra/venda, futuros e swapsno Brasil. Ela é constituída sob a forma de sociedade por ações e tem por objetivo organizar, prover o funcionamento e desenvolver mercados livres e abertos para negociação de quaisquer espécies de títulos e/ou contratos que possuam como referência, ou tenham como objeto, ativos financeiros, índices, indicadores, taxas, mercadorias (também chamadas “commodities”) e moedas, nas modalidades a vista (também chamado mercado disponível) e para liquidação futura (mercados a termo, de opções e de futuros).

—–

Por Vítor Alberto Klein

Segundo informação no caderno “DINHEIRO” do Jornal Zero Hora de 13/02/2011 – pág. 2:

” Os derivativos são operações que movimentam atualmente algo em torno de US$ 600 trilhões, 10 vezes o PIB do planeta, um volume extraordinário de dinheiro que pressiona a inflação global, alerta o presidente da Templeton Asset Management, Mark Mobius .”

Como consta no início do artigo: “Derivativos são ativos (*) financeiros que derivam, integral ou parcialmente, do valor de outro ativo financeiro ou mercadoria“. Acontece que a derivação não é apenas de 1ª ordem, ou seja, ocorre uma derivação e se encerra o ciclo. As derivações são múltiplas, vamos supor até de uma 10ª ordem, ou seja, para um único e mesmo ativo financeiro ou mercadoria (REAL – lastro) criam-se no mercado financeiro múltiplas derivações /negociações do mesmo. Se ocorre algum problema sob o “Ativo Real” inicia-se uma reação em cadeia e um efeito dominó, como foi o caso da crise de 2008, onde o “Ativo Real” (garantia de pagamento dos empréstimos hipotecários do setor imobiliário americano) sofreu enorme inadimplência (além de outros fatores), gerando tudo o que vimos posteriormente. Ao menos, esta é a minha visão e entendimento.

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: